6 de dezembro de 2017
Falta de hidratação ou fotoproteção adequada pode levar a rugas precoces

Depois dos 40, muitas mulheres reclamam que a pele está mais seca. Com deficiência em produzir gordura de boa qualidade, a pele seca é a mais suscetível aos agressores ambientais — e os raios UV são a maior ameaça. Por isso, dá-lhe filtro solar com FPS acima de 30. De preferência, com cor.

por

  • Maquiagem para cabelo disfarça fios brancos
  • Claudia Raia: “Depois dos 40, temos de alimentar os músculos”
  • “Como foi seu Dia Hoje?”: 7 cremes personalizados para a semana inteira
  • Comente pelo facebook:
    21 de novembro de 2017

    Quando criei o blog Atitude 40, no final de 2011, estava prestes a completar 40 anos – e cheia de dúvidas e incertezas. Medos mesmo! Afinal, a primeira metade já tinha passado.

    O que esperar da segunda?

    O blog nascia como uma válvula de escape e auto-afirmação. Catarse e diário. Espaço para discussões de amigas/os, dicas, novidades, experiências, troca de ideias, algumas polêmicas, bom humor e até algum deslumbramento com o “maravilhoso mundo das blogueiras”.

    Investi tempo, dedicação, massa encefálica para falar com as mulheres de 40 (e comigo mesma). Tão jovens e tão maduras ao mesmo tempo. Algumas despirocadas, outras extremamente sérias. Mães, dedicadas, largadas, casadas, solteiras, separadas, boazinhas, briguentas, santinhas, devoradoras, cougars, marombeiras, beberronas, veganas, vaidosas, noiadas, viciadas em remédio, iogues, tantos tipos diferentes…

    por

  • Jeans para quem tem 40 anos: cintura alta e “girlfriend”
  • Viajar sozinha: você pode ser sua melhor companhia…
  • Quarentão Gerard Butler é o novo garoto-propaganda da Ford
  • Comente pelo facebook:
    18 de outubro de 2012

    Apesar do mercado brasileiro optar pelos recheios de chocolate, o melhor panetone do mundo – o italiano Tre Marie – ainda segue a receita secular das laranjas e cidras glaceadas e amêndoas açucaradas

    Quando eu era criança, no Natal tinha panetone. Ponto!

    Por panetone, entende-se aquele pão doce italiano com cheirinho de baunilha e recheado de frutas cristalizadas (damasco, laranja, limão, figo, maçã e cidra) e uva passsa. Nasceu em Milão, na Itália, e como as maravilhosas iguarias italianas, se espalhou pelo mundo.

    Diz a lenda que foi criado no século XVII, por um padeiro chamado Toni. O ragazzo se apaixonou por uma moça e, para impressionar o sogro, criou a nova receita de pão doce recheado com frutas secas. O “pan di Toni”, com o tempo, virou o panetone.

    Por que estou contando isto?

    Pelo simples fato que ninguém (ou quase ninguém) hoje gosta de panetone tradicional.

    Duvida? Faça uma pesquisa. Pergunte para dez pessoas se elas gostam de panetone. Uma boa parte, principalmente os mais jovens, vão dizer: “Não, prefiro chocotone”.

    Pois é, as frutas cristalizadas foram alçadas à categoria de alimentos-vilões nas últimas décadas. A receita do “povero” Toni resistiu  por três longos séculos, mas sucumbiu diante do vilão-mór da atualidade: o chocolate. Mais precisamente, o açúcar.

    As crianças aprenderam com alguma fada-do-dente maldosa que fruta cristalizada é ruim. “Bom mesmo é panetone de chocolate”, diz a bruxinha, torcendo para os dentinhos das crianças caírem logo…

    A Panduratta, dona da marca Bauducco, responsável por quase 50% das vendas de panetones industrializados no País, percebeu a aversão às pobres frutinhas e vai lançar itens que excluem as cristalizadas da receita, como o panetone de uvas passas com crosta de amêndoas e o chocotone com uvas passas. “As novas gerações não são adeptas de frutas cristalizadas”, afirmou Renata Vieira, gerente de marketing da Pandurata, em uma reportagem do Valor Econômico.

    A empresa é dona ainda das marcas Visconti e Tommy, também recheadas de produtos que apostam nas gotas de chocolate. Este ano, a Arcor lança sua versão mais sofisticada, o “recheado com chocolate”. A Nestlé também apresentou versão para presente, da marca Alpino.

    Aliás, no Brasil, praticamente todas as marcas ampliaram o portfólio de produtos à base de chocolate em detrimento das laranjas, cidras e amêndoas glaceadas. O consumidor pediu, elas atenderam.

    Esta semana, o charmoso “padeiro” Olivier Anquier apresentou seu novo panetone, com massa que leva nozes e recheio de …chocolate belga. Experimentei e é uma delícia, sem dúvida.

     

    O melhor e mais verdadeiro

    Mas, apesar de gostar muito dos chocotones e panetones com gota de chocolates, cremes de avelã, trufas e afins, nada substitui o sabor de Natal das frutinhas cristalizadas do panetone tradicional.

    O melhor do mundo, o Tre Marie, fabricado em Milão desde 1896, segue a receita secular de fermentação lenta (3 dias), uva-passa e quadradinhos de laranja e cidra.

    Tive o prazer de ganhar um Tre Marie e me deliciei com a cobertura de amêndoas glaceadas e açúcar. Na embalagem, os italianos ensinam como devemos degustar a iguaria: antes de comer, coloque no forno pré-aquecido e desligado. A massa recupera o fofura e a umidade e o cheiro de baunilha e laranja se espalha pela casa.

    Basta uma fatia generosa, acompanhada de um café fresquinho, e não precisa nem ser dia de Natal para ficar feliz…

    Serviço: http://www.tremarie.it/

    PS: a empresa não vende os panetones diretamente no Brasil, mas algumas importadoras trazem. O melhor é pedir de presente para algum amigo (mas amigo mesmo, porque a caixa é grande) que for à Itália nos próximos dois meses.

    PS2: A Tre Marie também se rendeu a “variações ” na receita clássica, e tem panetone com chocolate e até frutas do bosque. Mas vale ficar com o tradicional…

    Fotos: reprodução

    Curta a página do Atitude 40 no Facebook: https://www.facebook.com/Atitude40

    por

  • “Como foi seu Dia Hoje?”: 7 cremes personalizados para a semana inteira
  • A volta da Loira do Banheiro
  • Quarentão Gerard Butler é o novo garoto-propaganda da Ford
  • Comente pelo facebook: