5 de janeiro de 2018
“As mulheres não devem ter medo da menopausa”, diz endocrinologista sobre esta importante fase feminina

 

Temida, nebulosa, problemática. Para muitas mulheres, a chegada da fase da menopausa vem recheada de dúvidas, medos, ansiedade e alguns quilinhos a mais.

Para tentar minimizar as dúvidas e oferecer alguns esclarecimentos importantes, conversei com o médico endocrinologista Paulo Mário F. de Oliveira, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especialista em menopausa.

O endocrinologista Paulo Mário de Oliveira explica os principais sintomas e cuidados da menopausa

As 10 dúvidas mais frequentes sobre o tema Menopausa:

por

  • Silício ajuda no combate à queda de cabelo
  • “Aos 40 anos, é necessário se libertar dos maus hábitos”
  • Quase metade dos homens brasileiros tem medo de ficar velhos
  • Comente pelo facebook:
    10 de abril de 2015

    História de uma conhecida:

    “Tânia*, 41 anos, conheceu Pedro*,44, em um bar. Tinham amigos em comum. 
    Conversaram muito. 
    Riram. 
    Tinham afinidades: casamentos desfeitos, filhos, convicções políticas e profissionais, gosto por viagens e esportes. 
    Trocaram telefone, mensagens de whatsapp, fotos de destinos turísticos. 
    Marcaram de se encontrar novamente.
    Mais conversa, risadas, beijos e sexo.
    Mensagens de whatsapp.
    Desta vez mais picantes.
    Um tempo sem se ver.
    Novo encontro.
    Mais conversas, risadas, beijos, sexo.
    Mais um tempo longe.
    Final de semana juntos. 
    Divertidíssimo.
    Mensagens de whatsapp.
    Explícitas.
    Duas semanas sem se ver.
    Reencontro casual… 
    Gelo!
    Ela até mandou uma mensagem de whatsapp.
    Pedro respondeu. 
    Resposta seca. Lacônica.
    Tânia ficou até chateada uns dois dias, tentando entender. 
    Mostrou a mensagem para um amigo, do tipo galinha, que matou a charada:
    -Ele acha que você está a fim! Respondeu para te deixar como segunda opção.
    Ela, que também só estava curtindo a situação, não gostou do que ouviu.
    ‘Posso não estar apaixonada, mas segunda opção já é demais. Achei que a gente ainda ia ficar amigo’! 
    Deletou a conversa. Apagou o telefone. E fim.
    Tem homem que não serve nem como segunda, nem como terceira opção para amizade”.

    Quem não conhece esta história?

    *nomes trocados para preservar a identidade dos envolvidos

    Curta a página do Atitude40 no Facebook: www.facebook.com/Atitude40

    Foto: reprodução

    por

  • Dossiê da Menopausa: as 10 dúvidas mais frequentes
  • Relações plastificadas
  • Comente pelo facebook:
    22 de abril de 2014

    Apesar de tão difundido e útil, o plástico tem uma conotação meio negativa e pobre.

    Na mobília ou decoração, parece descartável. Alimentos industrializados ou de microondas podem ter gosto plastificado para muitos. As flores são bregas ou artificiais demais…

    O lado descartável e artificial do produto parece ter sido “adotado” nas relações humanas. E alguns fatos, ligados ao tema, me chamaram a atenção nos últimos tempos.
    A artista americana Suzanne Heinstz, cansada de ouvir a tradicional pergunta “Por que não está casada” resolveu debochar da cobrança social e comprou, literalmente, uma família. Só que de plástico. Marido e filha, manequins, acompanham a fotógrafa em momentos do banais do cotidiano ou viagens pelo mundo.

    por

  • “Aos 40 anos, é necessário se libertar dos maus hábitos”
  • Atitude40 agora é Atitude+40
  • Quase metade dos homens brasileiros tem medo de ficar velhos
  • Comente pelo facebook: