O “peso” da idade ( ou “Não quero ser gordelícia, bebê”)

Fiz 40 anos e parece que tirei um peso das costas. A inevitabilidade conforma, de alguma forma. Não tenho do que reclamar ultimamente: tive uma deliciosa festa de aniversário, rodeada de amigos e da família, tirei férias, fui pra Bahia e me esbaldei com a tríade praia-piscina-restaurantes. Vale lembrar que os dois primeiros definitivamente não […]