“Não se nasce mulher: torna-se”

Divulgação/Reprodução “Não se nasce mulher: torna-se”. A frase, uma das centenas da peça “Viver sem Tempos Mortos” , com Fernanda Montenegro interpretando a filósofa e feminista Simone de Beauvoir, ficou o final de semana todo martelando na minha cabeça . No contexto do monólogo*, claro, o feminismo e o existencialismo da escritora dão a tônica. É conteúdo […]