18 de maio de 2016

Pesquisa mostra que quase 70% das mulheres com mais de 45 anos se sentem mais valorizadas do que há dez anos; e 7 em cada 10 se consideram bonitas

Em tempos de empoderamento feminino e de discussões acaloradas sobre ministérios 100% masculinos, tem mulher que ainda mente a idade! Pois é, ainda mentimos a idade…

Como disse o escritor Oscar Wilde (será que ele disse isso mesmo?), lá pelos idos do século 19: “Nunca confie na mulher que diz a verdadeira idade, pois se ela diz isso…ela é capaz de dizer qualquer coisa!” Será? Ela diz mesmo tudo ou não é confiável?

Fomos ensinadas que mentir é feio, mas a idade pode!

Desde a adolescência alteramos a data de nascimento. Menor de idade e quer entrar na balada? Dá-lhe maquiagem, salto alto e roupas “adultas” para parecer mais velha. Não casou? Rebaixa-se a idade em alguns anos na esperança de agarrar um “bom partido”.

Dá uma olhadinha no seu Facebook. Muitas mulheres não botam o ano do nascimento, principalmente se passaram dos 40. Vergonha? Esquecimento? Desconhecimento tecnológico? Cada uma deve ter seu motivo, mas cravar ali um 43, 46 ou 49 anos não é tão comum. Mais de 50 então, quase não vemos!

Outro exemplo: aplicativos de paquera. Muita gente fica mais jovem no Tinder, Happnd, Badoo e o que o valha para atrair mais crushs!

E revistas que trazem a idade, tipo Caras? Tinha uma apresentadora que estudou comigo e que sempre ia a festas badaladas.

Enquanto eu ia envelhecendo, fazendo 34, 38, 41 anos, a tal apresentadora, como no célebre livro de Oscar Wilde (olha ele aí de novo) O Retrato de Dorian Gray, mantinha-se  com a mesma idade, tipo 33 anos. Que fenômeno!

E não pensem que o hábito da menor-idade é exclusivo das mulheres. Os homens também usam do artifício de reduzir o DNA (Data de Nascimento Antiga) nas redes sociais e aplicativos de paquera. E dá-lhe foto de 20 anos atrás, com cabelo, sem barriga e sem rugas para atrair as pretendentes. O problema é na hora do encontro…

Mas parece que alguma coisa está mudando. Uma luz no fim do túnel , mais conhecida como verdade, começa a se acender.

Um levantamento feito pela Avon, em parceria com o Instituo FSB Pesquisa, trouxe dados interessantes.

Mulheres de mais de 45 anos mentindo a idade e usando só roupas e cortes de cabelos de “tiazinha” , apropriados para a idade, estão pouco a pouco saindo de cena.

As brasileiras nessa faixa etária estão, no geral, assumindo a idade com orgulho, segundo a Pesquisa Avon – a Mulher diante do Envelhecimento.

Respondida pela internet por 1000 mulheres de 45 a 65 de todo Brasil, a pesquisa traz alguns números:

  • 68% das entrevistadas acreditam que as mulheres mais velhas são mais valorizadas hoje do que há dez anos.
  • 7 em cada 10 se consideram bonitas
  • 78% disseram que as pessoas as consideram mais jovens
  • 65% não se preocupam com a opinião dos outros para estar feliz com a aparência
  • Quando perguntadas se mentem a idade, a negativa foi quase unânime

“O resultado mostra que a maioria das mulheres dessa geração está com a autoestima alta e, mais do que isso, confirma a tendência de mudança de comportamento com relação à forma como encaram o envelhecimento”, disse Ricardo Patrocínio, vice-presidente de Marketing de Cosméticos da Avon.

O executivo falou durante lançamento do novo Renew Ultimate Supreme, creme anti-idade que promete uma pele mais hidratada, com menos linhas de expressão e flacidez.

 

Quando se fala em pele, a vaidade bate forte. As rugas são o terceiro motivo mais citado de insatisfação com a aparência, atrás de excesso de peso e flacidez. Entre os tratamentos mais comuns das entrevistadas estão beber muita água (56%); usar hidradantes (55%) e apostar nos cremes anti-idade (51%).

Mas o que elas querem mesmo é o bom e velho botox: procedimentos no rosto são objeto de desejo de 65% das mulheres que nunca fizeram nada na face.

Apesar dos avanços, a sociedade ainda cobra bastante das mulheres desta faixa etária:

  • 40% das entrevistadas são cobradas em relação à forma de se vestir
  • 3 em cada 10 se sentem menos valorizadas no ambiente profissional, principalmente se passaram dos 50
  •  58% delas apoiam as mulheres que assumem os cabelos brancos, mas a maioria não está disposta a deixar os fios grisalhos expostos

Diante destes números, pra quê continuar mentindo ou escondendo a idade? Quanto mais assumirmos os anos, mais a sociedade vai perceber o quanto ainda temos para fazer e oferecer, em todos os sentidos.

por

  • “Como foi seu Dia Hoje?”: 7 cremes personalizados para a semana inteira
  • Pele seca: 4 filtros solares com texturas mais cremosas ou hidratantes
  • Maquiagem para cabelo disfarça fios brancos
  • Comente pelo facebook:

    Deixe um comentário

    2146 Comentários em "Pare de mentir a idade!"

    avatar
    wpDiscuz