10 de abril de 2015
Sem categoria

História de uma conhecida:

“Tânia*, 41 anos, conheceu Pedro*,44, em um bar. Tinham amigos em comum. 
Conversaram muito. 
Riram. 
Tinham afinidades: casamentos desfeitos, filhos, convicções políticas e profissionais, gosto por viagens e esportes. 
Trocaram telefone, mensagens de whatsapp, fotos de destinos turísticos. 
Marcaram de se encontrar novamente.
Mais conversa, risadas, beijos e sexo.
Mensagens de whatsapp.
Desta vez mais picantes.
Um tempo sem se ver.
Novo encontro.
Mais conversas, risadas, beijos, sexo.
Mais um tempo longe.
Final de semana juntos. 
Divertidíssimo.
Mensagens de whatsapp.
Explícitas.
Duas semanas sem se ver.
Reencontro casual… 
Gelo!
Ela até mandou uma mensagem de whatsapp.
Pedro respondeu. 
Resposta seca. Lacônica.
Tânia ficou até chateada uns dois dias, tentando entender. 
Mostrou a mensagem para um amigo, do tipo galinha, que matou a charada:
-Ele acha que você está a fim! Respondeu para te deixar como segunda opção.
Ela, que também só estava curtindo a situação, não gostou do que ouviu.
‘Posso não estar apaixonada, mas segunda opção já é demais. Achei que a gente ainda ia ficar amigo’! 
Deletou a conversa. Apagou o telefone. E fim.
Tem homem que não serve nem como segunda, nem como terceira opção para amizade”.

Quem não conhece esta história?

*nomes trocados para preservar a identidade dos envolvidos

Curta a página do Atitude40 no Facebook: www.facebook.com/Atitude40

Foto: reprodução

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz