25 de junho de 2014
Sem categoria

Sempre tão moderno, morte de pop star só podia mesmo ser noticiada em primeira mão pela rede social de microblogs



Soube da morte de Michael Jackson pelo Twitter. 

Há 5 anos, no dia 25 de junho de 2009, a redação  do jornal em que trabalho parou com a notícia da morte do astro. Um tweet no perfil da TVZ, que na época dava os melhores furos sobre a vida das celebridades, chocou todo mundo.

“Como assim, Michael Jackson morreu?” 

A vida do cantor sempre foi roteiro de filme: infância difícil, muito trabalho, pai tirano, sucesso precoce, milhões de discos, hits que grudaram na mente do planeta, plásticas, processos, vitiligo, filhos loiros, cabelo em chamas, vício em remédio, morte prematura.

Não por acaso, ele fez parceria com outro gênio da música, sir Paul McCartney; casou com a filha do Elvis; morou num parque de diversões. Tudo era superlativo na vida do pop star.   

Sempre tão moderno, tão à frente, sua morte só poderia mesmo ter sido noticiada, em primeira mão, pelo Twitter – tão “novo” em 2009! 

Cinco anos depois, o rei do Pop não perdeu a majestade. 

Quer animar a festa?
“Wanna be startin ‘somethin'”



Está feliz?
“Billie Jean”


Muito feliz?
“Happy”



Valente?
“Beat it”  


Maligno?
“Thriller”


Mau?
“Bad”


Bom?
“They Don’t Care About Us”

Religioso?
“Will You Be There”

Apaixonado?
I’ll Be there

Com tesão?

“Don’t Stop ‘Till You Get Enough”

Tão vivo em 2014, MJ ainda tem a trilha perfeita para qualquer sentimento…

Curta a página do Atitude 40 no Facebook: www.facebook.com/Atitude40

Fotos: Reprodução 



por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz