28 de março de 2014
Sem categoria

“Como eu estou me sentindo? Surpreendentemente bem”!

Com esta frase, começa o mini-documentário que dá o adeus definitivo à Kombi. 


Mas muito bem poderia começar a autobiografia de qualquer pessoa realizada com a vida que teve.

Por que resolvi escrever sobre o carro num blog para mulheres de 40 anos?

Porque a maioria de nós teve uma Kombi na vida, na família, no trabalho. Dirigiu, foi transportada, viajou, recebeu produtos, buzinou para uma! 

Uma das primeiras lembranças que tenho do mundo automotivo vem de uma Kombi cor de café-com-leite que meu pai tinha para vender frutas. Era o carro do trabalho e da família. Viajávamos nele, fazíamos supermercado, passeávamos. 

Depois, rodei muito dentro de outra Kombi no primeiro trabalho em televisão que tive. Na produtora onde trabalhava, usávamos uma para transportar a equipe de TV. No inverno era congelante, no verão escaldante. Não tinha folga na direção. Tinha férias. Se dormíamos nos bancos éramos atirados no chão com uma freada mais brusca. 

Mas quem se importava? Quantas reportagens fizemos com aquela Kombi? Dezenas? Centenas? Quanta saudade daquela juventude e gás todo de começo de profissão…  


O tempo foi passando, os carros melhorando, tecnologias foram incorporadas aos modelos, mas a Kombi sobreviveu com seu design único e falta de inovação. 

Ficou velha para o século 21, mas não perdeu o charme. Quem não ama esta sessentona tão desejada que sempre nos fez sentir surpreendentemente bem? 

Fotos: Reprodução

Curta a página do Atitude 40 no Facebook: www.facebook.com/Atitude40


por
Comente pelo facebook:
17 de março de 2014
Sem categoria


Modismo! 
E resultado! Muito resultado…

Virou moda tomar suco verde e todo mundo só fala disso. Decidi testar se esta história realmente funciona ou se é mais uma mania da mulherada para tentar emagrecer, assim como água morna com limão de manhã, dieta da proteína ou da lua ( você come tudo, menos a lua). 

Definitivamente, adotei o hábito de tomar um suco verde todos os dia no café da manhã. 

E não é que a “salada em copo” dá resultado?

Tenho feito isto há três meses e naturalmente perdi três quilos, minha unha não descama mais e está mais forte, assim como meu cabelo, e a pele está firme e revigorada.

Pesquisei bastante sobre os benefícios do suco verde e da dieta detox e criei uma receita que tem dado bastante resultado e que possibilita variar o suco para não enjoar do gosto.

Basicamente, o meu suco tem os seguintes ingredientes:

Couve (sempre coloco uma ou duas folhas, de preferência orgânica)

Salsinha ou salsão (que são bem diuréticos. Pode substituir por hortelã de vez em quando)

Uma fruta (a melhor é maçã, mas às vezes uso abacaxi, maracujá, melão ou kiwi)

Suco de meio limão 

Um pedaço de gengibre (do tamanho de uma moeda)

Uma colher de sobremesa de sementes de chia (que pode ser substituída por outra semente, tipo farinha de linhaça)

Água de coco ou água (um copo pequeno) 

Gelo 

Modo de fazer: Bato tudo no liquidificador até estar bem triturado e tomo em jejum. 

Variações:

É possível acrescentar meio pepino japonês e uma colher de colágeno em pó no lugar da chia. Atenção para não colocar mais de uma fruta. Elas deixam o suco mais calórico e menos alcalino.

No começo, o gosto parece estranho, mas rapidamente nos acostumamos. Os benefícios compensam…

Dicas para facilitar a vida: compre um maço de couve, lave todas as folhas, enrole separadamente em plástico-filme e congele. Basta tirar uma folha e bater no liquidificador de manhã. Faça o mesmo com a salsinha e o hortelã. Lave e congele. Aí, não tem desculpa pra não fazer o suco de manhã, né?

Fotos: Reprodução        

por
Comente pelo facebook: