31 de janeiro de 2014
Sem categoria

10 dicas para quem vai passar apenas algumas

horas na capital da Tailândia


Depois de muitos dias de férias e vontade zero de abrir um computador para escrever, voltei! 

Minhas férias foram na Austrália (terei muito assunto para próximos posts) e chegar do outro lado do mundo não é fácil. São muitas, infinitas  horas dentro do avião e conexões esdrúxulas. 

Como fui de Emirates – aliás a melhor companhia aérea em que já voei – fiz conexão em Dubai (rapidamente) e em Bangkok, por dez horas. 

Quem vai ficar tanto tempo no Aeroporto Internacional Suvarnabhumi pode fazer um dos passeios mais bonitos que já fiz na vida: visitar os templos budistas da capital tailandesa. 


Selecionei dez dicas para quem quiser se aventurar pelas ruas da sedutora e confusa Bangkok, sem virar personagem do Se Beber não Case II.

10 dicas para uma conexão incrível  


1- Visite os templos do Wat Phra Kaew e o Grand Palace – o complexo de templos é inacreditável e o grande destaque é o templo do Buda de Esmeralda (que na verdade é de jade). O lugar todo é incrível, cheio de budas, estátuas, torres, lugares de orações, tudo ricamente decorado com ouro, pedras, mosaicos e desenhos.


2- Pegue um táxi que use o taxímetro – parece besteria, mas na Tailândia os táxis não querem ligar o taxímetro para turistas, mesmo os que têm a placa Taximeter no teto.  Para ir para os templos, como o nome é complicado, basta chegar no terminal de táxi do aeroporto e dizer que quer visitar o Grand Palace (que faz parte do complexo). Ali os táxis usam o taxímetro, mas você precisa pagar o pedágio. Não se assuste: é longe e demora ( cerca de 1:15 hora). Bangkok tem um dos piores trânsitos do mundo, mas nada que assuste paulistano na hora do rush. O gasto deve ser em torno de 400 Baths – algo como 13 dólares. 

3 -Troque dinheiro no aeroporto. Todas as cotações são quase iguais na cidade. Um dólar vale cerca de 30 Baths. Se trocar 80 dólares, dá e sobra para passar o dia, pegando táxi , comendo e pagando as entradas dos templos. Ainda dá para comprar umas lembrancinhas! 

4 – Na hora de voltar, negocie o valor antes de entrar no táxi porque os taxistas dos pontos turísticos, em geral, não querem mesmo ligar o taxímetro. Entre 400 e 500 Baths está ótimo! 

5- Do Grand Palace dá para ir a pé para o templo do Buda Reclinado (Wat Pho). Este é o mais antigo da cidade , com mais de mil estátuas, entre elas a do Buda Reclinado. A estátua é gigante, maior do que o Cristo Redentor, folheado a ouro e com as solas dos pés esculpidas. Ao lado, tem 108 potes (o número é sagrado na Tailândia) para um ritual de depositar moedas. Se der tempo, ali mesmo tem as escolas de massagens tailandesas. Eu não fui, mas deu vontade. 


6- No caminho entre o Grand Palace e o templo do Buda Reclinado  você vai passar por uma feirinha de antiguidades bacana, onde dá para fazer umas comprinhas menos óbvias (souvenirs) e ainda uma “boquinha” de comida tailandesa da gema, pelo equivalente a 2 ou 3 dólares. Comida de rua sempre é uma experiência diferente e te aproxima dos locais. 

7- Mulheres, usem roupas discretas. Nos templos não pode mostrar ombro, joelhos ou usar calça da Gang, super justa. Dica? Leve um lenço ou uma canga na bolsa para se cobrir. Ou pegue emprestado na portaria dos templos (tem fila).


8- Água. Muita água. Faz muito calor em Bangkok. A dica é levar uma garrafinha na bolsa e ir enchendo de graça nos templos. Na porta, custa cerca de 25/30 Baths (1 dólar).

9 – Muitos tailandeses, nas ruas, não falam bem inglês. Arrisque mímica, sorrisos, mostre o nome no papel. Vale tudo para se comunicar. Os tailandeses são, em geral, educados e receptivos. 


10 – Se não der tempo de comer na feirinha, ou se preferir, coma no aeroporto mesmo. Eles têm ótimas opções de culinária oriental e tailandesa. Pedido básico: um Pad Thai, com noddles de arroz, legumes e frango.

Depois de algumas horas na Tailândia, a vontade que dá é passar um mês visitando as praias e ilhas paradisíacas do país. Quem sabe nas próximas férias…

Curta a página do Atitude 40 no Facebook: www.facebook.com/Atitude40

Fotos: Andrea Martins  

           


  
  

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

1873 Comentários em "Conexão Bangkok"

avatar
wpDiscuz