23 de setembro de 2013
Sem categoria
Pousada “mima” hóspedes com lençol térmico, deck privativo e amenities da L’Occitane  


Ando apaixonada…
Por Cunha!

Pedra da Macela


A cidade, a 227 km da capital paulista, é o destino perfeito para quem deseja fugir da loucura da metrópole por um final de semana (ou pela vida inteira).


Para se hospedar, as opções são muitas, mas quem curte conforto e bom gosto pode optar pela Pousada Barra do Bié, localizada no bairro “frio” de Cunha –  que chega a ter temperatura até 6 graus abaixo do que está na cidade.


São chalés na montanha, com muita privacidade e conforto para os visitantes, como deck privativo para tomar sol e decoração diferenciada.


A pousada oferece mimos para aquecer os hóspedes, como quartos com lareira, lençol térmico e banheira de hidromassagem. 


Os dias de sol (bastante quente, por sinal) podem ser desfrutados à beira da piscina ou no redário pertinho do rio gelado. 


Sauna à lenha, sala para massagem e horta de orgânicos também fazem parte da estrutura. 


Os quartos não tem TV com sinal, mas a pousada oferece centenas de DVDs para quem quer curtir um filminho antes de dormir. 


No banheiro, o kit de amenities é da L’Occitane – um presentinho perfumado para os hóspedes.  


A pousada tem ainda restaurante, que funciona até 21:30. O horário do café da manhã é inédito para mim: até às 14 horas. Ou seja, lugar ideal para quem quer descansar sem precisar acordar correndo para “pegar” o horário do desjejum…


Bolos, geleias, ovo, sucos, queijos: tudo delicioso e fresquinho!  

Cansado da vida “sussa” na pousada? Cunha oferece diversos passeios ao ar-livre, como cachoeiras, a antiga Estrada Real e caminhadas pelo parque Estadual da Serra do Mar ou da Bocaina. Um final de semana, com certeza, não é suficiente para tudo que a cidade oferece.

A estância climática tem paisagens deslumbrantes de montanha e comidinha de interior – com direito a restaurantes onde o cliente se serve diretamente no fogão, como o Melhor Hora, que cobra R$ 25 pelo bufê completo – e friozinho (muito) a noite. 

Outro lugar especial é o restaurante Quebra-Cangalha, com uma deliciosa carne de cordeiro e purê de maçã. E a vista para o vale, que não está incluída na conta… 

Sem contar a providencial proximidade com Paraty (37 km), o que possibilita uma fugidinha para o litoral. 

Vale lembrar que a estrada é ruim para voltar, principalmente se chover. Nestas horas, um veículo 4X4 faz a diferença. 

A boa notícia é que em 16 meses, a nova estrada, pelo parque, vai estar pronta e facilitar este percurso. 

Cunha é famosa também pela concentração de ceramistas de renome, que produzem a arte na argila com diversas técnicas e tipos de queima. 



A abertura do forno Noborigama, por sinal, é um evento à parte e só por ele já vale a visita à cidadezinha. Já falei do forno no blog.


No inverno, Cunha tem festivais gastronômicos e temperaturas que chegam a cair abaixo de zero. 


Na volta, que tal uma paradinha na Fazenda Aracatu, para abastecer a dispensa com queijos de cabra, linguiças e tempero caseiro e experimentar o delicioso sorvete de leite de gado Jersey? 

E já planejar o retorno para, de repente, visitar o Mirante da Pedra da Macela, numa outra vez, com certeza…






Serviço: Pousada Barra do Bié
www.pousadabarradobie.com.br
Preços para casal: 01 diária (em qualquer dia) a partir de R$ 510
Final de semana – 6ª a domingo – a partir de R$ 785
Durante a semana, acima de duas diárias – a partir de R$ 332 por dia
Café da manhã e chá da tarde incluídos. 10% de taxa de serviço são cobrados

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz