15 de outubro de 2012
Sem categoria

Todo mundo tem na memória uma lista com os professores preferidos, inesquecíveis, malas sem alça, atormentados pelos alunos ou apaixonantes.

Pessoas que durante anos fizeram parte das nossas vidas, na rotina do dia a dia da escola, como pais, amigos ou “carrascos”.

Eles nos alfabetizaram, educaram, ajudaram a moldar nosso caráter, nos deram algumas dores de cabeça, tiraram nossas horas de sono e incentivaram nossas aptidões.

Gosto de resgatar estas memórias quando preciso de algum norte: as regras inquestionáveis de Gramática da D. Ivone; os questionamentos além da Matemática de Claudenzil; os raciocínios históricos de causa e efeito da Adalgisa; as divagações geográficas de D. Adelina; a retórica explicativa da biologia “albertiana”; a fragilidade química de Jocelyn; as Físicas e metafísicas de Eliana; a indecifrável equação de Aninha; os rebotes de Sylvia; a doçura inteligente de D. Nilza; a esperteza “atômica” de Augusto; os rascunhos de D. Beth; o sorriso de irmã Lázara…

Estes (e tantos outros) fazem parte de mim e da minha história. Sem qualquer um deles, eu seria outra pessoa, teria outra profissão, história, caminhos, desejos…

Só resta agradecer, sempre, pelo esforço e dedicação dos meus queridos professores. E que eles sintam, onde estiverem, vivos ou mortos, o quanto fizeram diferença na vida de cada aluno.

Parabéns professores, vocês merecem respeito!

 
 
 
Imagens: reprodução
 
Curtam a página do Atitude 40 no Facebook: https://www.facebook.com/Atitude40
 

 

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz