19 de setembro de 2012
Sem categoria

Uma amiga me chamou a atenção no Facebook para um tema feminino da maior importância: a constante ladainha das mulheres reclamarem absolutamente de tudo, sempre. Para ela, que também deve ter seus dias de chatonilda, a impressão é que a mulherada anda reclamando demais, a ponto de estragar até churrasco na beira da piscina ou o picolé na padaria em pleno horário de trabalho, em tempos de inverno escaldante no Sudeste. 

Quis detalhes: afinal, do que as mulheres reclamam?

Outra amiga entrou na história é disse que reclamam do namorado/marido, mas esquecem de como reclamavam quando não tinham. Reclamam que o suco veio com muita água, ou pouca. Muito gelo, ou nenhum. Que tá calor, que tá frio; muito sol na praia e muito frio em Campos; que o shopping tava cheio, ou vazio. Que a balada tava lotada, ou caída. Que tem muita opção de esmalte, mas só usam renda. 
 
Coincidentemente, na mesma semana, assisti, na TV, a um show do comediante Chris Rock (aquele do Everybody hates Chris) em que ele falava sobre o tema como uma piada. Contava que as mulheres sempre reclamam – e não importa o que o cara faça, elas sempre vão reclamar. 

Exemplo: se o marido ganha pouco ou está desempregado, a mulher reclama que ela sustenta a casa sozinha, que trabalha muito, que não tem ninguém para cuidar dela etc. Se, pelo contrário, o cara ganha mais do que ela, ela fica p…da vida e detona que quer ter os mesmos direitos, que quer dividir as responsabilidades e que não precisa de ninguém para cuidar dela. E o comediante arremata: nunca, NUNCA, um homem vai conseguir fazer uma mulher feliz.

Este é o ponto. Felicidade!

Pesquisando o tema e percebi que o assunto é recorrente. De religiosos a terapeutas, muitos discutem a tal Síndrome da Insatisfação Feminina. A própria Bíblia conta a história da mulher Eva – mãe de todas nós -que introduziu a insatisfação na humanidade quando, induzida pela serpente,  comeu a maçã no afã de ter satisfação plena – e olha que ela já morava no Jardim do Éden. O que conseguiu? Ser expulsa, com o marido, do Paraíso. Impossível ser feliz sem casa, ralando pra botar comida na mesa e tendo de parir com dor, pobre Eva…

Outro ponto de eterna insatisfação feminina é a aparência. Seja pela cobrança da sociedade ou dela mesma, apenas 8% das mulheres estão totalmente  satisfeitas com a aparência de seu corpo, em uma pesquisa feita pela empresa Sophia Mind com 3.500 mulheres das classe A, B e C, entre 18 e 60 anos. Já 21% delas estão insatisfetias e 71%, satisfeitas em partes.

Mas e os motivos para tanta insatisfação? A melhor explicação vem do psicanalista Jorge Forbes. Para ele, as mulheres são basicamente insatisfeitas porque são basicamente desejantes. Ou seja, querem sempre algo mais. “Pessoas satisfeitas não desejam, por que o fariam? Fundamentalmente insatisfeitas, elas apontam uma satisfação possível no que ainda virá, no amanhã”, diz. Por isso somos sonhadoras!

As diferenças entres os sexos também ajudam. Mulheres se satisfazem na diferença, no detalhe. Homens, ao contrário, gostam da ordem unida, do grupo, da massa. Quem quer encontrar um vestido igual na mesma festa? Já os homens adoram uniformes, vão de terno e gravata ao escritório e de smoking preto e branco na festa black tie.

Por isso, da próxima vez que se pegar reclamando demais, sendo ranzinza e cobrando qualquer bobagem como se fosse a coisa mais importante do mundo, relaxe. Somos assim! É nossa essência, DNA!

E homens, por favor, entendam: a culpa é da Eva!

Curtam a Página do Atitude 40 no Facebook! 

Imagens: reprodução

 


 

 

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

2373 Comentários em "Mulheres reclamam demais?"

avatar
wpDiscuz