6 de setembro de 2012
Sem categoria

Depois que fiz 40 anos, resolvi pedir um check-up ao meu médico para ver como as coisas andam aqui dentro, literalmente. A lista de exames foi extensa: todos de sangue, urina, hormônio, tireoide, mamografia, ultrassom disso e daquilo outro…

Completei ainda a paranoia hipocondíaca com uma ida ao cardiologista, que pediu outros tantos exames do coração e até um teste de esforço físico na esteira, no qual me saí muito bem, adianto. Resultados em mãos, retornei ao médico e tudo estava dentro da normalidade. A questão é: e meus ossos?

Fui entrevistada por uma pesquisadora que queria conversar com mulheres na casa dos 40 anos para falar sobre hábitos de vida, atividade e saúde. A profissional chegou até mim através do meu blog ( este aqui que você lê) e achou que eu tinha um perfil bacana para o trabalho.

No final, descobri que o levantamento está sendo feito para uma empresa láctea que quer focar um produto na prevenção e combate da perda de massa óssea – a temida osteoporose.

Contei, na conversa, que fiz recentemente este check-up, mas que em nenhum momento nenhum médico me pediu um exame de densitometria óssea. Eu , aliás, nem sabia que devia me preocupar com isto…

Mas parece que a perda de massa óssea começa cedo, a partir dos 30, e se intensifica depois dos 40, em especial nas mulheres.

Encuquei!

Vou ligar para o médico esta semana e saber porque ele não me pediu tal exame. Não devo ter nada: tomo leite, iogurte, como queijo e faço musculação. Consumo de cálcio e exercício protegem os ossos femininos, mas não custa checar…

Beijos da Chabuca!            

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

1239 Comentários em "Saúde de ferro, ossos frágeis…"

avatar
wpDiscuz