20 de agosto de 2012
Sem categoria

Atualmente, a coisa que mais irrita na televisão é mulher mostrando a bunda.

Os mais maldosos ou venenosos vão insinuar que tenho raiva por inveja. Não é verdade! Não tenho inveja de quem mostra a bunda na televisão e nunca vou ter, pelo simples fato de que isto é deplorável do jeito que está sendo feito nos dias de hoje.

Chacretes nos anos 80: sensualidade discreta

O *bundalelê televisivo não é um fenômeno da atualidade. Chacretes e Boletes já exibiam seus popozões nos anos 70 e 80. Com uma diferença: apenas as nádegas eram expostas em comportadíssimos maiôs engana-mamães.

Agora a bunda é totalmente mostrada num biquini fio de cheiro, digo, fio dental tão enfiado que muitas vezes os editores precisam colocar uma tarja preta nas matérias para evitar que os órgãos genitais fiquem expostos e o programa seja classificado como pornográfico.

Tudo bem que isto é feito para atrair audiência masculina de teenagers (ou o equivalente adulto à mentalidade de teenagers), que acham o MÁXIMO aquelas “gostosas” mostrando a bunda na TV.

Mas e a audiência feminina, não conta?

Há uma overdose de zoom in, zoom out, travelling e plano geral naquelas nádegas de silicone quase industrial que me dá engulhos. A palavra é esta: OVERDOSE! Porque não há necessidade de colocar as nádegas em todas as entradas e saídas de vinheta para segurar a audiência (e a gente sabe que nem sempre segura).

Aliás, fico pensando: não incomoda ficar 2, 3 horas com a calcinha enfiada na bunda para aparecer na TV? Quem é mulher sabe o incômodo que é trabalhar quando a calcinha fica “entrando”. Agora, ficar horas , pelo amor de Deus, com um pano no meio das nádegas…

Bizarrices pela fama

Já presenciei cenas bizarras nos bastidores da TV.

Vi menina chorando, literalmente chorando, no banheiro, porque recebeu uma fantasia para participar de um programa de TV que cobria a bunda. Ela reclamava que a fantasia de odalisca era muito “decente”. “Eu quero a de dançarina de axé”, dizia. Ou seja, um shortinho enfiado na frente e atrás…

Porque na cabecinha daquelas meninas, aparecer com a bunda de fora na TV era sinônimo de futuro garantido rumo à fama e ao estrelato.

Isto faz tempo, mais de dez anos. Não me lembro de nenhuma daquelas meninas que choravam pra mostrar mais o bumbum na TV estrelando campanhas publicitárias ou novelas das nove. Ou lançando livros e escrevendo blogs!

Pois é, quando eu era criança, as meninas queriam ser professoras, médicas, advogadas ou jornalistas.

Na última década, querem ser dançarinas. Nos últimos anos, funkeiras, assistentes de palco de programas humorísticos ou mulheres-fruta.

Perdem as mulheres, podem ter certeza, ô se perdem….

E os programas! Porque eu vou desligar a TV ou mudar de canal e tenho certeza que um monte de gente/mulheres vão fazer o mesmo

Fui!

Curta minha página no Facebook: https://www.facebook.com/Atitude40

* Bundalelê: Ato de mostrar a bunda, ou as nádegas. Abaixar as calças e mostrar a bunda pra galera. Geralmente é praticado no final de festas (por causa da embriaguês) e durante viagens e excursões(por causa do anônimato).

Fotos: Reprodução

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz