27 de dezembro de 2011
Sem categoria

Fiz 40 anos e parece que tirei um peso das costas. A inevitabilidade conforma, de alguma forma. Não tenho do que reclamar ultimamente: tive uma deliciosa festa de aniversário, rodeada de amigos e da família, tirei férias, fui pra Bahia e me esbaldei com a tríade praia-piscina-restaurantes. Vale lembrar que os dois primeiros definitivamente não combinam com o terceiro.

O idade traz sabedoria, alguns fios brancos e odiosos quilinhos a mais. Pra ser sincera, ultimamente tenho me preocupado com o peso. Da garota boa de garfo que sempre fui, capaz de bater pratadas pedreirísticas nas mais diversas culinárias – da tradicional mineira à gordurosa chinesa, passando pelas delícias da perfumada italiana e da “fadística” portuguesa- transformei-me, nos últimos tempos, em uma veterana contadora de calorias. Penso duas vezes antes de comer qualquer coisa. E imagina conciliar isto com modorrentas férias na Bahia e suas deliciosas tapiocas e moquecas…Stress, meu rei, stress…

Pois bem: voltei de viagem e do Natal decidida a perder peso. Não quero ser “gordelícia”, quero ser magra.

Coloquei como determinação para 2012 perder 5 quilos e lutar contra a diminuição natural do metabolismo que a idade traz.Voltei a comer direitinho, ou seja, comida caseira e não aquelas orgias gastronômicas de resort baiano. Comprei um kit Detox, composto por chá de 30 ervas, chá de 37 ervas ( não consegui saber quais são as tais sete ervas a mais), farinha de linhaça, ração humana e Caralumma. Este último encomendei pela internet e chega em seis duas úteis. Cheguei a mandar um email para a loja de produtos naturais, tamanha minha ansiedade. Dizem que foi o que secou Ivete Sangalo, meu rei…

Já voltei pra academia e nas resoluções de Ano Novo vou colocar também alguns “detonadores” de pneus:
– abolir o elevador. Vou subir e descer os três andates do meu prédio e do trabalho sempre a pé. Mesmo -quando estiver de ressaca.
-trocar o chopp por vinho branco (quando tiver vinho branco razoável no estabelecimento).
– dar apenas UMA escapada por dia durante a semana ( hoje já dei a minha: comi um pedaço de bolo de Natal depois do almoço).
– academia 3 vezes por semana ( sem pular exercícios da série de musculação).
– andar mais a pé.

Mas também vou parar de ler o cardápio das atrizes nas revistas de boa forma – e de acreditar neles. E me irritar com eles. Eu tenho certeza que é impossível sobreviver comendo o que elas dizem que comem por mais de 15 dias (e sem tomar “remedinhos” que enlouquecem, entenda-se bem).

As últimas pérolas que li em revistas de saúde e de fofocas:

“Deborah Secco passou a comer seis latas de atum por dia pra ganhar musculatura na novala Insensato Coração”.

“Claudia Leite leva marmita de frango, salada e arroz integral pra comer durante entrevistas”.
“Angélica não come mais chocolate”
“Madonna faz dieta macrobiótica baseada em yin e yang”.

Dá pra acreditar que é verdade, que seguem mesmo o cardápio que divulgam e não dão escorregadas que nós, simples mortais, damos? Ou é marketing?

Fui!
(Vou tomar meu chá de 37 ervas. Um litro por dia. Amargo que só. Vou postando aqui os resultados – ou falta deles).

Bjos da Chabuca

Fotos: Reprodução

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz