25 de novembro de 2011
Sem categoria

Já fui criticada pelo tom conciliador do meu blog. Disseram até que iam lançar o “verdadeiro blog de Andrea Martins”, com as minhas “verdadeiras” e “bombásticas” opiniões. Pois bem, hoje decidi mudar o tom e em vez de “crise dos 40” vou falar da “crise de valores” que assola a sociedade como um todo, mas em especial, os paulistanos.

Novos ricos, quatrocentões falidos, membros da classe média emergente ou pobres metidos acham chique, bacana, cool, pagar caro. Porque nada justifica os preços que são praticados em São Paulo a não ser uma massa ignorante que concorda em pagar preços abusivos por artigos que não valem nem 1/4 do que é pedido por eles.

Restaurantes por exemplo. É mais caro comer em SP do que em muitas capitais da Europa e cidades norte-americanas. Paulistano acha normal pagar mais de 70 reais por um bife a milanesa nos Jardins, mais de 30 reais por um hambúrguer, cobrarem a pizza pela metade mais cara, 10 reais um cafézinho. O Marcelo Duarte, colunista da Band News , tem ótimas críticas sobre o tema. Os restaurantes alegam que a concorrência é maior atualmente e que a matéria-prima ficou mais caro. Acho mentira. Acredito que a falsa sensação de enriquecimento da sociedade deu a impressão que os preços podiam subir o quanto quisessem pois os “otários” pagariam. E pagam!    

Shows: por que aqui o ingresso do show do Pink Floyd custa até 900 reais e se esgota rapidamente? Por que aqui o público paga o que pedem por qualquer show, de qualquer grupo ou artista – 300, 500 reais – e todo mundo acha normal???

Por que o paulistano paga 150 reais para estacionar o carro nos arredores do Morumbi em dia de show e a polícia não faz nada com quem extorque a população?

Se colocarem o ingresso do U2 a 1.500 reais no Morumbi vai esgotar. A 2 mil vai esgotar…Qualquer show do Coldplay não passa de 200 REAIS  nas cidades europeias.

Aqui pagamos o que pedem e ninguém questiona nada!

Boicote neles! Shows, restaurantes, hamburguerias, pizzarias. É difícil, mas se todo mundo boicotar ou pelo menos questionar já é um começo.
 
Olha isso: acabo de receber um release de uma pousada na Bahia que está cobrando R$ 12.850,00 por estadia de cinco dias no final de ano. Como assim? Depois que as praias da Bahia ficaram infestadas de paulistas, que pagam o que pedem, os preços triplicaram, quintuplicaram, sei lá. A pousada deve ser legal, concordo, mas 13 paus pra ir pra Bahia já é demais, né?

Sou paulista, paulistana, mas fico p…da vida com esta atitude otária dos consumidores da minha cidade.

Vamos acordar. Não quero preço baixo. Quero preço justo.

Black Friday neles ( mas a verdadeira, com descontos reais. Não a falsa vantagem que estão dando em muitos lugares por aqui…vamos abrir o olho!).
Fui!
Fotos: Reprodução

 

por
Comente pelo facebook:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz